Wesley não é Gonzaga
07/07/2016 - 14h56 em Editorial

Olá amigos forrozeiros. Bem, já quero dizer que sim, eu roubei esse titulo "Wesley não é gonzaga" se trata de uma outra matéria escrita pelo jornalista JÃMARRÍ NOGUEIRA. Calma que já colocarei aqui uma parte dessa matéria. 

O que me chamou a atenção sobre este assunto é justamente isso. Wesley não é e não pode ser Gonzaga. Nosso rei viveu e presensiou uma outra epoca e realidade que naturalmente nosso amigo Wesley safadão não passou nem perto. Mas claro que não vou entrar neste merito. Meu questionamento está em dizer que ele herdou a coroa do nosso Pai Lua. 

Poderia escrever e fazer algumas comparações, mas a materia do Jãmarrí Nogueira explica tudo. Segue sua coluna:

04 de julho de 2016 - 16h53

Wesley não é Gonzaga

O pernambucano Luiz Gonzaga é, muito provavelmente, o artista brasileiro com mais músicas lembradas pelo público. Cantou milhares e pelo menos uma centena delas faz parte da memória afetiva dos brasileiros, em diversas faixas etárias e em diversas faixas sociais.

Há riqueza sonora explícita naquilo que Gonzagão gravou e cantou. Há link sociolinguístico com os ouvintes. Um grau de empatia que permitiu a eternidade do artista. E não à toa, Luiz Gonzaga tornou-se o rei…

Muito provavelmente, apenas outro rei – Roberto Carlos – tem tantas músicas conhecidas pela população. De fato, Luiz Gonzaga e Roberto Carlos são os artistas brasileiros com as canções mais populares de todos os tempos.

Assim, causa-me estranheza quando tentam comparar o cearense Wesley Safadão a Luiz Gonzaga. Causa-me estranheza quando fãs afirmam que Wesley Safadão herdou a coroa de Gonzagão e que é o rei do forró…

Porque um forró que possa ter Wesley como rei, é tudo… menos forró. Lamentável demais a qualidade baixa das letras, a música pobre e a capacidade interpretativa ausente. Que fique claro: agora e daqui a 50 anos, Wesley não é (e não será) Gonzaga. É apenas Safadão…

Jornalista desde 1995 pela UFPB, com pós-graduação em Jornalismo Cultural. Radialista, marido de Gi, pai de Theo e editor setorial no jornal Correio da Paraíba. Torcedor do Flamengo e ex-professor do curso de Jornalismo na FFM. Já trabalhou, também, nos jornais A União e O Norte, no portal Tambaú 247, além das rádios Cabo Branco FM, Jovem Pan AM e CBN, sendo freelancer dos jornais O Globo e Estado de S.Paulo. Contato com a Coluna: jamarrinogueira@gmail.com

 

 

 

 

 

 

 

Veja a matéria na integra

 

Depois dessa coluna não me sobra muita coisa para explanar. Mas tem mais uma coisa que gostaria de compartilhar com vocês ouvintes e leitores do Pé de calçada.

Nas minhas andanças pelo Youtube, encontrei o canal do Jão Luís. No qual faz uma comparação entre nosso Rei e o Wesley, insunaundo que ambos falam sobre os mesmo assuntos em suas canções. Claro que chega até ser meio grosseiro,  mas percebi em seu canal que o lance é levar na brincadeira.

Não é exatamente uma opinião dele, mas um comparativo meio forçado. Reparem que nosso pé de serra é bem mais agradavel de ouvir. No caso do Wesley safadão percebo mais uma caisa de balada do que poesia. E no final do video ele mesmo percebe que não tem como comparar. Mas segue o video.

Bem é isto amigos, inté o proximo editorial ;)

Tércio Emo Gomes 

julho de 2016

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!