As prefeituras não gostam de cultura
23/06/2016 - 14h53 em Editorial

Olá amigos pé de calçada, bem estou aqui no editorial e precisava muito falar de um assunto que quase não me fez dormir a noite.

Me deparei com esse vídeo no meu whats app mandado em um dos nossos grupos do Forró pé de Calçada, no qual nosso padrinho Chambinho do Acordeon estava nele. Me refiro ao trecho  que se passou na novela Velho Chico da Rede Globo.

A novela retratou um problema no qual as bandas de forró pé de serra passam pelas prefeituras que não entendem nada de cultura. Segue o trecho que me refiro:

Não estou aqui para dizer que o pé de serra é ou não melhor que forró plástico.  E isso nem cabe a mim, sou muito juvenil no meio do forró.

 Mas o ponto que quero ressaltar é sobre as prefeituras tem visto a nossa cultura, e isso posso falar com propriedade.  

Para quem não sabe um dos meus ofícios e produtor e ator de teatro. Fiz muitos espetáculos e claro tive inúmeras reuniões com departamentos e secretarias de cultura. E posso dizer que sim, existe um preconceito com os pequenos grupos da sua própria cidade,  e vejo claramente que não abrem espaço para essas produções pequenas.

Mas por que isso acontece?  Isso é muito fácil de entender. Todos sabem que a cada 4 anos temos as lindas eleições, certo? A cada eleição de prefeito, os partidos e próprios políticos fazem seus  conchavos para assim ganharem o poder não é?

O que esses conchavos querem? Bem é lógico que um cargo dentro da prefeitura. Agora que vem  o maldito esquema. Os prefeitos quando ganham as eleições colocam essas pessoas em lugares que na teoria “não se tem muito trabalho” e nada mais nada menos que onde?  NOS DEPARTAMENTOS E SECRETARIAS DE CULTURA.

O ponto que quero  levantar é, quem cuida da nossa cultura ou não está envolvido, ou nunca ouviu falar ou pior ainda as vezes o político nem é da cidade no qual está exercendo o cargo, logo não conhece a realidade existe no município.   

Eu fiz por anos, a burrice de tentar conversar com essas pessoas. Mas tem mentalidade de que, a  cultura são os shows que levem trezentas mil pessoas.  E isso que é cultura para nossos políticos e secretários.

 Logo quem chama mais público, Trio dona Zefa ou o Wesley Safadão? (essa comparação é injusta, devido a mídia que Wesley tem e as bandas de pé de serra não, mas isso só serve para ilustrar meu raciocino)

Como explicar que a função deles é dar oportunidade aos pequenos eventos culturais? Fomentar público para gêneros e cultura que tem em sua região? Dar espaço ao artista do município, no qual ele possa apresentar em sua própria cidade.

O pé de calçada existe por mil motivos mas um deles é que cansei de esperar alguma ajuda da prefeitura.  A secretaria de Santo André  até o final do ano passado nem sabia de nossa existência. O Secretario de Cultura Tiago Nogueira acreditava que nosso evento era realização do turismo.  Isso demonstra que nem as secretarias se conversam.  

Esse ano eu tive uma reunião com o Secretário marcada em março deste ano (2016).  O Thiago Nogueira é uma pessoa super tranqüila, tive a oportunidade de conhecê-lo sem ser secretario de cultura, então pelo que vi, posso dizer que não é uma má pessoa. Nesta reunião estava presente Johnny Cruz e eu (Tércio Emo).  Fomos com o seguinte pensamento, fazer alguma parceria com a prefeitura, nosso evento já existe, a idéia era, o que podemos fazer juntos com a secretaria de cultura.

Acredito que seja importante enfatizar que o forró pé de calçada não tem custeio de ninguém além de seus organizadores, logo não recebemos nem um real para realização do mesmo.

Voltando, queríamos ver o que nós do pé de calçada e prefeitura podíamos fazer juntos. 

Foram 2 horas de reunião no qual pensamos em projetos e parcerias junto a prefeitura. Saímos até um pouco satisfeito, achando que poderíamos fazer outros eventos com melhorias e apoio em nossa cidade. O Secretario pediu 15 dias para verificar disponibilidade das coisas que planejamos.

Resultado, to esperando até hoje.

Tempos atrás a prefeitura me ligou pedindo contato de bandas para terças musicais. Lógico que perguntei sobre os projetos que tínhamos falado, a resposta foi:

NÃO TEMOS DINHEIRO.

Mas ai que vem a questão, nunca falamos em dinheiro nas reuniões pensamos em parceria para execução do evento em outros lugares e afins e com ampliação com equipamentos e coisas que a prefeitura já tem, logo sem gastos.

Em resumo, ela falou o que está acostumada a dizer, que não tem dinheiro.  E esse termo eu escuto a 15 anos no qual em aventurei esse oficio como artista de minha cidade. 

A prefeitura sempre vai dizer sempre dirá que não tem verba para elaboração de projeto nenhum.

Não quero dinheiro da prefeitura. Queria apoio, reconhecimento e parceria. Mas como as eleições estão chegando a preocupação muda.

 

Não queria ficar escrevendo sobre esse pequeno percalço que tivemos com a prefeitura. Só queria mostrar como ela não está disponível para seus munícipes e de como é muito mais interessante gastar quinhentos mil reais em um show enorme, do que prestigiar outros grupos que tem trabalhos praticamente superiores e de qualidade.

Fico triste por ter uma secretaria burra, perdida em atender um publico que ela mesma não conhece.  E assim vamos seguindo, ela finge que ouve e finge que vai fazer. Eu prefiro pegar minha  caixa de som, colocar no parque e discotecar. Eu sei que to fazendo muito mais pela cultura e pela minha cidade do que uma secretaria que é gerada para fazer o que faço mas no final das contas só está lá para ter um cargo dentro do estado. 

Não queria terminar o editorial com um pensamento tão raivoso. Então vamos ver o lado bom de tudo isso. Forró pé de serra está tomando espaço na midia. Está sendo comentado, as pessoas estão vendo que existe diferença entre pé de serrá e o forró plastico. E fico feliz de nosso padrinho ser uma das pessoas que está levando isso nas grandes midias. E o publico já está pedindo por isso a muito tempo. Então faça você a diferença, prestigie as bandas novas e em espaço alternativos. Assim ganharemos voz e a cultura nordestina estará sempre presente para nova geração que está por vir :)

Vida longa ao Pé de Serra.

 

Tércio Emo Gomes

Junho de 2016

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!